PNL

Programação Neurolinguística – PNL

Criada na década de 70 por John Grinder e Richard Bandler na Califórnia- EUA, a PNL estuda a estrutura da experiência subjetiva. Colocando de forma mais simples, prefiro dizer que a PNL funciona como se fosse um manual básico de operação de seres humanos, ou seja a PNL explica como as pessoas funcionam, e com isso podemos aprender a ter controle sobre sua vida é o que interessa. Aprender a dirigir seu próprio ônibus, isto é, fazer com que suas experiências subjetivas que acontecem ao acaso sejam dirigidas de modo que elas funcionem de maneira mais benéfica. A PNL é então uma nova ciência e uma forma de arte que nos oferece ferramentas para influenciar processos específicos pelos quais nós criamos nossa experiência subjetiva.
3206494A regra principal na PNL é que se você está procurando problemas você vai encontrá-los; se você está procurando que coisas quer evitar, você vai encontrá-las. Muita gente gasta muito tempo procurando o que poderia dar errado. Parte do problema é essa orientação negativa. Se você sempre busca o que não funciona você vai encontrar. Se você devota sua energia somente procurando o que poderia dar errado – isso vai criá-lo. Isso é chamado de profecia auto-realizadora. Algumas coisas podem dar errado. Algumas coisas podem funcionar. Você vai encontrar ambas coisas na vida. Procure o que funciona que você vai encontrá-lo.
O desafio da PNL é capacitar as pessoas a assumir o controle da sua própria evolução cognitiva e tomar consciência que suas imagens, vozes e sensações internas pertencem a elas e que elas podem manipular estas imagens, vozes e sensações da mesma maneira que elas usam seus dedos para abrir a maçaneta de uma porta.
O desafio é ajudar as pessoas a compreender que o que elas pensam que é a realidade é apenas o seu modelo da realidade, e ajudá-las a mudar para uma posição onde possam dizer “se isto é apenas um modelo eu prefiro ter aquele outro.”
O mais importante de tudo é a atitude. Sem uma atitude e um sistema de crenças adequado você está apenas pronunciando palavras e não fazendo PNL. Esta atitude é fácil de descrever: tudo é possível de se conseguir. Quando você tem essa crença, você é capaz de deixar de lado sua crença atual sobre o que é possível e o que não é possível; você pode começar a descobrir o que pode ser feito. Então não importa que dificuldade você encare, você tem duas opções:ou você pode fazê-lo ou você não pode fazê-lo ainda, assim você vai começar a procurar o que você precisa fazer para torná-lo possível. Tão logo você assume que alguma coisa pode ser realizada, você vai fazer o melhor que pode e encontrar as ferramentas e habilidades para fazê-la acontecer.
Usada como técnica simples com treinamento intensivo que aproveita ao máximo o potencial da mente. É um método concreto que estimula o raciocínio, dá clareza mental e eleva a motivação e autoconfiança. Integra corpo e mente.
Para que serve?
A Programação Neurolinguística pode ser usada para desenvolver, de forma rápida e eficaz, processos de aprendizagem e assim, facilitar por exemplo, superar uma situação de estresse, resolver conflitos e melhorar uma negociação. É um complemento para o desenvolvimento da inteligência emocional. 
De que maneiras ela pode contribuir na vida de uma pessoa?
·Aumenta drástica e rapidamente a autoconfiança;
·Melhora as relações interpessoais;
·Desenvolve crescimento pessoal e de carreira para o sucesso;
·Permite obter-se comportamentos mais excelentes; ·Promove mudanças profundas e efetivas;
·Possibilita negociar e resolver conflitos de uma forma positiva.
Alguns exemplos dos benefícios da PNL utilizada em diferentes contextos e situações:
  • ·Psicoterapia: através de suas técnicas, facilita e acelera a resolução de fobias, traumas, estresse, conflitos internos, transtornos de personalidade, esquizofrenia, depressão, compulsões, controle emocional, distúrbios sexuais e dependências de substâncias.·
  • Esportes: utilizada para melhorar drasticamente o desempenho de atletas de alta performance. No esporte como lazer, contribui para a aprendizagem e otimização dos resultados.·
  • Empresas: contribui no trabalho em equipe, resolução de conflitos, gestão de pessoas, liderança, motivação, comunicação, criatividade, planejamento estratégico, tomada de decisões, adaptação à mudança, entre outros. ·Desenvolvimento e aperfeiçoamento pessoal: acelera os resultados e melhora a auto-estima, assertividade, relacionamentos, conflitos, gestão de crises pessoais, prosperidade, etc…
  • ·Educação: auxilia no ensino-aprendizagem e resolução de conflitos, otimiza e facilita obter resultados da aprendizagem e solucionar problemas, aumenta a criatividade.